Cenário 1; No meio de uma viagem você percebe que suas maravilhosas fotos se transformaram num inútil arquivo corrompido dentro do cartão SD da câmera.

Cenário 2; Depois de passar dias trabalhando em um documento do Word, você mantém um arquivo com a versão inicial do trabalho e apaga a versão final.

Cenário 3; Sem querer você apaga uma pasta cheia de músicas, pensando que tem aquelas MP3 salvas também no iPod. Depois descobre que não tinha backup nenhum.

Para todas essas pequenas tragédias do dia-a-dia, e para todas as outras que envolvam o apagamento involuntário de arquivos, você pode contar com o Recuva, um utilitário gratuito, seguro e muito simples de usar.

O programa tem um buscador que varre pastas ou drives externos em buscas de arquivos recuperáveis. É possível refinar a pesquisa, para buscar apenas imagens ou músicas, por exemplo. Depois de encontrar os candidatos à ressurreição, o Recuva mostra detalhes sobre os arquivos, como data de modificação e tamanho em KB, e até um preview.

Arquivos apagados da lixeira do Windows são fácilmente resgatados, o mesmo acontece com músicas e fotos de MP3 Players, celulares e outros dados armazenados em memórias flash. O ideal, porém, é que o resgate dos arquivos apagados seja feito rapidamente, antes que novas informações sejam escritas por cima das antigas.

Outro ponto a ser destacado é o pedigrée do Recuva, que é desenvolvido pela mesma empresa do CCleaner, uma simples e eficiente ferramenta para manutenção do sistema.

Download Recuva from FileHippo.com

4 comentários:

  1. André on 9 de janeiro de 2009 21:09

    sou um tanto leigo em informatica e tenho levado pau do computador mas vou tentar aprender.

     
  2. Dom Fernando on 9 de janeiro de 2009 21:11

    opa !!!! bloguim da hora...valeu pela dica

     
  3. Jonatas Fróes on 9 de janeiro de 2009 21:14

    Bastate útil isso!

    []'s

    Musikaholic

     
  4. Caio Cipriano on 9 de janeiro de 2009 21:14

    hoje em dia ta cheio desses programas, quando voce apaga um arquivo ele ainda fica no hd, mas o espaço dele pode ser preenchido por outro arquivo, ai esses programas pegam os que ainda não foram preenchidos

     

Veja Mais

Blogumulus by Roy Tanck and Amanda Fazani

Visitantes