SÃO PAULO - Em Miyazaki, no Japão, uma professora de piano de 43 anos é mantida na cadeia por deletar o perfil do ex-marido virtual em um jogo online.

Inconformada com o divórcio que sua personagem sofreu no simulador MapleStory, a mulher invadiu a conta do homem de 33 anos e apagou seu alter-ego, segundo o site da BBC.

Ela será indiciada por acessar ilegalmente um computador e manipular dados. Caso seja condenada, a “homicida virtual” poderá pegar até cinco anos de prisão e uma multa a definir.

Criado na Coréia do Sul, o MapleStory é um dos games mais populares do Oriente e tem como principal objetivo lutar contra ameaças de monstros. Mas, como pudemos perceber, também serve para manter atividades sociais entre os avatares, como casamentos virtuais.

1 comentários:

  1. Daisy Mitie on 30 de outubro de 2008 12:59

    Que horror!!!! rs

     

Veja Mais

Blogumulus by Roy Tanck and Amanda Fazani

Visitantes